Neste espaço colaborativo e de distribuição de conhecimento sua presença é fundamental. Aqui compartilho com você estudos, informações, crenças e busco somar esforços com todos e todas que concebem com responsabilidade a desafiante tarefa de educar na sociedade atual

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Salve 15 de outubro - Dia do Professor


Aos professores de almas enormes

                        Por     Lúcia Serafim

Ensinar é uma prática social ou, como assinalava Freire (1974) uma ação cultural, pois se concretiza na interação entre educadores e alunos, refletindo assim a cultura e o contexto social a que pertencem. Portanto, não se pode reduzir o conceito da prática educativa a somente ações de responsabilidade do professor que, normalmente, se estabelecem em sala de aula em relação a questões pontuais.
O ato de educar, a ação educativa, transcende às ações dos professores e extrapola os limites físicos da sala de aula. O ensino como ação educativa não deve ser colocado como algo apenas da esfera da escola. O processo de ensino permeia todos os níveis de nossas vidas e da sociedade e, ao olharmos para qual é o papel do docente na atualidade devemos ter em mente a ideia de formação de sujeitos aptos a atenderem às exigências de uma vida em sociedade. Significa perceber o processo de ensino em expressões de aprendizagem, como um processo de construção – através da ação reflexiva - de um sujeito consciente de seu papel social, tolerante e respeitador das diferenças, que sabe coexistir... e que traz em si  qualidades de  renovação para que seja elo  de uma época que se transforma.
Como Paulo Freire afirmava, temos que nos lembrar que toda ação educativa deve ser feita no sentido de levar o homem a refletir sobre seu papel no mundo e assim, ser capaz de mudar este mundo e a si próprio.
Sou consciente das agruras de nossa profissão, mas consciente sou também de que apesar de todos os percalços, de todas as dificuldades, é na luta que a VITÓRIA DE NOSSA PROFISSÃO SE CONSTITUI, porque somos Mestres para todos aqueles que estão diariamente em nossas salas de aulas e corredores das escolas da vida.
 E por assim crer relembro hoje  exatamente daquele dia em que ganhei do meu pai um quadro negro grande em boa madeira  como presente pelos  meus 10 anos de idade. Ele me disse que a partir dali eu não precisava mais estar escrevendo nas paredes para ensinar as tarefas das colegas do Grupo escolar  D. Manoel na minha cidade em Fortaleza. Lugar  onde eu estudava e brincava muito... , lugar que tanto amava e que todos os dias me imbuía do papel de professora dos colegas. Se para tantos e tantas ser professor ou professora é motivo de pesar para mim foi e continua sendo motivo de viver, de aprender, de compartilhar, de descobrir-se fazendo, repensando,  de lutar por um mundo melhor, convicta de que a realidade tomada como conteúdo e como referência são desafios para os fortes, para os que não se curvam e nem se vendem abandonando aquilo que consideram valor fundamental " Ser humano".
Nesta caminhar  que não se finda, ora me apoio, ora me debato, ora me alegro, me politizo mais ainda e só há justificativa para tudo isso, quando continuo afirmando meu desejo  constituído "SOU EDUCADORA DE UM NOVO TEMPO".
E nesta data, neste dia nosso, em que professores e professoras erguem com coragem a bandeira da efetiva luta pela educação  competente e séria neste nosso país para todos nós ergo meus aplausos e pelas palavras do saudoso Freire desejo que neste dia 15 de outubro sejamos todos e todas um continente de braços que se abraçam pelo nosso dia-a-dia.“Sou professor a favor da decência contra o despudor, a favor da liberdade contra o autoritarismo, da autoridade contra a licenciosidade, da democracia contra a ditadura de direita ou de esquerda. Sou professor a favor da luta constante contra qualquer forma de discriminação, contra a dominação econômica dos indivíduos ou das classes sociais. Sou professor contra a ordem capitalista vigente que inventou esta aberração: a miséria na fartura. Sou professor a favor da esperança que me anima apesar de tudo. Sou professor contra o desengano que me consome e imobiliza.
Sou professor a favor da boniteza de minha própria prática, boniteza que dela
some se não cuido do saber que devo ensinar se não brigo por este saber, se não luto pelas condições materiais necessárias sem as quais meu corpo descuidado, corre o risco de se amofinar e já não ser testemunho que deve ser de lutador pertinaz, que cansa, mas não desiste”. (Paulo Freire, mestre de todos nós).

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Publicação SciELo Books

Nós que fazemos o curso de Especialização em Novas Tecnologias da UEPB docentes e discentes estamos de parabéns, felizes com a repercussão de maior vendagem do nosso 1º volume do  livro Tecnologias Digitais na Educação  ano 2011 - EDUEPB  Pela publicação no SciELO na Feira Internacional do Livro realizada na cidade de Brasilia. Isso é trabalhar pela formação docente. Vamos juntos para o segundo volume. 
Acesse http://books.scielo.org/id/6pdyn?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter#.UFcbm8o4lH8.

domingo, 26 de agosto de 2012

2º Seminário de Inclusão Digital 2013


O II Seminário Nacional de Inclusão Digital – II SeNID dá continuidade ao espaço profícuo de compartilhamento de experiências que o I Senid criou ao contabilizar um total de 404 participantes oriundos de 109 cidades do Brasil e de 102 Instituições de Ensino Superior. Estes números denotam potencial para que o evento se consolide como referência na área de Inclusão Digital. Foram 77 trabalhos apresentados em dois dias para um público formado por professores, pesquisadores e alunos que debateram as questões relacionadas às tecnologias e Metodologias de Inclusão Digital.
.
Em 2013, o tema do Seminário Nacional de Inclusão Digital é “Por uma cultura hacker na educação”! Tal temática nasce da observação de que a Escola, inserida em um contexto de conexão e de espaços digitais poderosos de autoria, deve mudar, apropriando-se das tecnologias de inclusão digital de forma inovadora, inusitada, revolucionária e criativa!
.
Esta é a essência da cultura hacker e este é o mote das discussões do Senid 2013! Veja mais 

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Por que ser ouvinte no Simpósio Hipertexto 2012?




Olá pessoal 
Que tal dá uma olhada neste post  do Simpósio Hipertexto
A organização do Simpósio Hipertexto apresenta para você as vantagens de ser ouvinte em eventos científicos, principalmente no #Hipertexto2012

quinta-feira, 19 de julho de 2012

RoboCup 2014

Li  na revista mensal Notícias da Paraíba que a cidade de João Pessoa foi escolhida para sediar a Copa do Mundo de Robótica e o Congresso de Robótica. 

A chamada RoboCup 2014. Aí vemos o quanto é importante que o currículo da Educação Básica contemple com mais atenção esta questão da robótica. Este anuncio foi feito no mês de junho na cidade do México. Este evento sediado em João Pessoa ocorrerá em julho de 2014, logo após a copa da Fifa. E certamente, atrairá milhares de pessoas a capital  da Paraíba

terça-feira, 10 de julho de 2012

Rede social SojaBook para reunir agricultores




Foi um argentino  chamado Mariano Torrubiano, de 31 anos, revendedor de insumos agrícolas e advogado, teve uma idéia, há cerca de um ano, enquanto passeava por uma feira agrícola na Argentina. Numa exposição de tratores, um agricultor, montado em um trator, ouvia música com fones de ouvido ligados a um netbook. Na tela do netbook, o agricultor consultava sua página no Facebook.
Foi assim que diz ele "Percebi que a explosão das redes sociais valia também para a área agrícola e era hora de aproveitar e criar uma rede específica", . Foi dessa forma  que  nasceu a rede social SojaBook, a primeira específica para o segmento de agribusiness. Segundo seu criador, o nome - SojaBook - foi escolhido para facilitar a empatia com agricultores do mundo todo  já que a soja é o cereal mais popular mundialmente.
Então, foi assim que a rede começou a funcionar na Argentina há cinco meses e agora passa dos 13 mil usuários, sendo que a maioria - 75% - são brasileiros. "O produtor agropecuário brasileiro está muito mais conectado que o resto da América Latina". O mercado potencial é de 500 mil usuários e a expectativa do criador do SojaBook é chegar a 100 mil cadastrados até o final de 2012. "Temos uma intensa troca de informação entre eles e as páginas de cada um são tão ativas quanto as do Facebook. A diferença é que no lugar da foto de uma pessoa no perfil às vezes tem um trator, uma vaca...", diz Torrubiano.
Ele afirma que atualmente os países mais ativos na rede são Brasil, Argentina, Uruguai, Rússia, Índia e China, mas há usuários do Leste Europeu, EUA e outros países. O site foi traduzido para dezenas de línguas diferentes visando atingir o contingente global de agricultores e agropecuaristas. O SojaBook tem aplicativos específicos, grupos de discussão, páginas para cada usuário e, como primeira forma de monetização, uma área de classificados. "Estamos apostando em patrocinadores, publicidade e classificados", diz Torrubiano. O tempo médio por visita no site é de 7 minutos.

Internet é a mídia de maior crescimento publicitário no mundo

Vale  a pena acompanhar esta matéria. Como era de se esperar, o crescimento em países em desenvolvimento é bem mais acelerado do que em mercado maduros. Na América Latina, a Internet teve a segunda maior taxa de expansão: 31,8%, abaixo somente da África, com 35,2%. Veja Mais:  

Aviso para os alunos das Licenciaturas em Pedagogia e em computação - UEPB

Eu estou requisitando alunos colaboradores para os projetos de extensão - Inclusão digital com comunidades em torno da UEPB, é no turno da manhã uma vez por semana  e o de Inclusão digital com professores da educação básica no turno da noite uma vez por semana. Quem tiver disponibilidade e interessado  em fazer este trabalho tão rico e que é orientado por mim que coordeno os projetos e ter uma convivência de aprendizagem como outros colegas do curso, deve se comunicar comigo através do email: maluserafim@gmail.com.



Projeto de Inclusão digital junto a crianças e jovens do PETI e que fazem parte da escolinha do DEF - depto de Educação Física da UEPB -Comunidade em torno da UEPB -Campus I




 Projeto de extensão junto a professores da educação básica em campina tanto em escola municipal como estadual


domingo, 3 de junho de 2012

Votação para mudanças na política e privacidade do Facebook


Os usuários doFacebook poderão decidir se a rede social deve manter as políticas de privacidade e direitos dos usuários atuais ou adotar uma nova versão dos documentos. Entre as mudanças previstas
está a adição de explicações de como o Facebook utiliza as informações dos seus usuários e mais detalhes sobre a desativação e eliminação de uma conta.


 Além disso, a rede social também incluiu informações sobre a forma como as pessoas podem encontrar um perfil e também incluiu a possibilidade do internauta escolher que tipos de dados outras pessoas verão ao buscar por seu contato. Facebook vai manter a votação até dia 8 de junho e o resultado será anunciado no dia seguinte. Caso haja votação de mais de 30% dos usuários ativos da rede, as mudanças serão obrigatórias. Mas, se a parcela de eleitores for menor que 30%, a decisão caberá à própria rede social. Esta é a segunda vez que o site vai permitir que as pessoas votem e participem das mudanças em suas políticas. A primeira colaboração aconteceu em 2009, quando o total de usuários não passava de 200 milhões. Agora, este número está acima dos 900 milhões. 


Penso que todo movimento  de interação é importante, vamos ver se a rede se torna mais colaborativa no sentido de permitir aos usuários mobilizarem sua segurança sem a rede tolher as pessoas, pois isso vem acontecendo. 

Participe desta enquete através do link https://apps.facebook.com/fbsitegovernancevote/contests/230120

domingo, 27 de maio de 2012

Grupo de Estudos Educação, Tecnologias e Mídias

Estamos a todo vapor nos nosso estudos  no grupo de pesquisa Educação, Tecnologias, Mídias e Artes, com a linha de pesquisa Linha 1: Educação, aprendizagem e Tecnologias da informação e comunicação nos processos educativos.  Neste mês realizamos 2 encontros de estudo com a galera de membros colaboradores e estes  são super participantes. Estamos discutindo o livro  Homozappiens - Educando na era digital e organizando  material para o grupo de estudos Educação, Tecnologias e Mídias que estou criando e  passo a coordenar tendo em vista, como previsto no PPP do curso de Pedagogia oferecer aprofundamento  nesta área - o grupo de estudo para alunos licenciandos do curso de Pedagogia,  terá seu primeiro  encontro no dia 02.06.12 (Sábado) as 9 horas lá no CEDUC I. É nossa pretensão estender este grupo de estudos também aos licenciandos de Geografia e História  em breve.


  Prof Lúcia Serafim, Aline Tavares, Carolina Ramos, Joana Lígia, Aluska Silmary e Achiles

CBIE 2012 - Vale a pena Conferir

Olá Pessoal
Excelentes eventos no campo da Tecnologia e Educação estão acontecendo  em vários lugares do nosso país. Então, vamos abrir as pastas e arquivos, rever textos, analisar as pesquisas realizadas, ver datas e regras dos congressos e  Mãos a Obra. Não podemos ficar de Fora.





SBIE e WIE: 12 de Agosto de 2012 - Datas limite para submissão de artigos, 17 de Setembro de 2012 - Notificação de aceitação de artigos, 30 de Setembro de 2012 - Data limite para envio das versões finais dos trabalhos aceitos. Leia  e fique por dentro em www.cbie.org.br

quinta-feira, 10 de maio de 2012

De volta

Olá pessoal

Passei um longo tempo sem blogar. Voltei !!!! Saudades dos que seguem meu blog e me enviam emails, comentários, sugestões e assim vão  tornando possível  uma situação de diálogo.. Estive neste tempo e ainda estou envolvida com muitas atividades ligadas ao ensino, a  busca de novas leituras e práticas pedagógicas e confesso precisei de um tempo para mim, para descobrir novos passos, e  assim,  passei a rever mais o meu tempo diante da tela do computador. Como sabem... eu pessoalmente  adoro gente e o dinamismo estabelecido nas relações que por estas são desenvolvidas.  E no cenário atual, é inegável  que as tramas sociais ocorridas no mundo das redes  em conexão trazem a multidimensionalidade decorrente da tecnologia e da conectividade.  E neste sentido, é preciso buscar qualidade  neste tempo - espaço. Aí vem, a questão que os fins do limite físico coloca  para todos nós, como  para a universidade, para as escolas e particularmente, penso ser o desenvolvimento de comunidades que aprendem um impacto muito importante da tecnologia aplicada aos sistemas pedagógicos e de investigação. Através da conectividade são criadas novas formas de aprendizagem e ao mesmo tempo ocorrem transformações mais específicas nos conteúdos dos cursos ou nas relações entre grupos de todos os tipos e entre grupos determinados de alunos e professores como por exemplo. O que estou dizendo a vocês é que minhas preocupações e investigações se somam a  dos que  acreditam  que para que o sistema educacional consiga explorar as  potencialidades das tecnologias recentes e no desenvolvimento de plataformas de colaboração, deverá permitir e promover atitudes mais prospectivas ou seja, adquirir novos espaços de liberdade e de experimentação, pois só assim poderá escapar da relação asfixiante de um sistema que  quer educar as gerações futuras com  o conhecimento codificado do passado quando estamos em mundo em mutação.

Conto com o comentário de vocês aqui pelo blog acerca deste post e assim poderemos fazer pontes e trocarmos experiências. Agradeço

 Meu abraço
       Prof. Lúcia Serafim




quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Licenciatura em Pedagogia - Plataforma Freire

A Plataforma Freire, criada pelo Ministério da Educação, é a porta de entrada dos professores da educação básica pública, no exercício do magistério, nas instituições públicas de ensino superior que desta forma  coloca em prática o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica. É neste cenário que estou ministrando a disciplina Informática e educação para um grupo de alunos e alunas do curso de pedagogia na UEPB.  É um desafio que   cabe ao docente universitário ser mediador deste novo currículo de formação e  isso significa  tratar com alunos futuros professores que passaram muitos anos sem estudar, e também muitos destes não estão ainda  alfabetizados digitalmente. Sabemos que  olhando para esta realidade de modo crítico ( mas não sem esperança) enxerga-se que, por causa de fatores econômicos, políticos, sociais, cognitivos, entre outros, o uso das tecnologias digitais e das redes de comunicação ainda não são usufruto de todos e todas. E no  abismo da exclusão social está a exclusão digital. Diante de um grupo que sente medo com as novas aprendizagens e ao mesmo tempo também se encanta com as TIC vê-se que  com o  desenvolvimento da disciplina que trata do uso do computador e da internet na escola , estes alunos  que no inicio estavam ora assustados, ora encantados vão aos poucos construindo conhecimento e a cada dia quando eu   deixo a sala de aula  para o encontro do dia seguinte, me torno ainda  mais  convicta de que a formação docente  é um caminho  que transita na emergência do aprender a prender.   Diz-se que o analfabetismo digital é o desconhecimento de um vocabulário próprio dos sistemas e/ou da internet  e isto vem  sendo bastante discutido e combatido através de políticas públicas que, entre outras questões, visam reduzir os custos dos equipamentos e facilitar o financiamento da compra de computadores para as populações de baixa renda e podem ter certeza, isso inclui educadores de muitas localidades, inclusive estes de vários municípios da Paraíba ( que são agora meus alunos) e muitos outros  que estão cursando as  licenciaturas pelo nosso país a fora. Hoje,  na sala de aula da UEPB com esta turma vivemos intensas alegrias de aprendizagem significativa, quando junto com  Ana Paula Gomes que está sendo monitora em minha disciplina fomos constatando  o quanto uma medição pedagógica  rica e dialógica faz a diferença, tanto para o aluno que não havia ainda acessado a internet, postado uma mensagem, participado de uma rede social como para aquele que já minimamente está inciado nestes saberes de aprendizagem sobre TIC.   Nesta disciplina  os alunos têm a oportunidade de participar de oficinas com uso de computadores e internet, ciclo de leituras, debates, painel  integrado e  estão construindo um blog, deixando assim suas marcas como autores na rede.  E o que se  considera de extrema importância é que estes alunos estão se inserido em um universo colaborativo e  participativo, numa rede  demonstrativa de que o conhecimento aumenta quando compartilhado. Por tudo isso,  não me canso da luta, mas concretamente sei que, não basta apenas ter um computador ligado à internet para que aconteça inclusão digital, é preciso, também, preparar os indivíduos para que estes sejam sujeitos ativos diante de tais ferramentas e para que as mesmas sejam utilizadas para promover transformações no cotidiano das pessoas, pois  só assim a chamada sociedade da informação  será  uma sociedade de todos, para todos,  onde cidadãos poderão se beneficiar das vantagens do atual estágio de desenvolvimento da nossa sociedade como  parte integrante deste processo e isso inclui estes professores da plataforma Freire.

          Fotos tiradas hoje 25.01.2012 no pátio do CEDUC - UEPB-Turma de Pedagogia/Plataforma Freire

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Ano de 201 2- Resiliência e Coragem para a luta


Praia do Futuro em Fortaleza - Ceará

Estou em férias... tempo  de conquista para descanso, rever a família e amigos. Voltar a terra natal, pois moro, produzo e vivo em outra terra que hoje já paz parte de mim.  Um tempo para retomar pensamentos, firmar novos rumos, refazer percursos, e me refazer  como  parte da vida no universo. É 2012 e o ano novo já começa marcado por  tragédias, doenças, greves,e também  tantos sorrisos, encontros, abraços, gestos solidários, por  velhas atitudes dando lugar a novas ideias. É preciso ter coragem para seguir. Convido a todos a seguirem sempre para o alto, na condição de Águia que como  reza o mito se renova em confronto com a dor, na resiliência. Nao se sintam apenas uma gota do oceano, sejam o oceano, pois para fazer a diferença é preciso  ATITUDE DE RENOVAÇÃO perante o universo, as pessoas,  a família e principalmente perante  a si mesmo. Trago em mim a plena convicção de que  o mito da águia subjaz ao salmo 103  onde diz que: "O Senhor faz com que minha juventude se renove como uma águia”. Nesta verdade divina  vamos juntos enfrentar com destemor os problemas, dar a volta por cima e aprender dos revezes da vida, pessoal e coletiva. O importante é não se resignar  e manter aquecida   a vontade de mudar e crescer a cada dia.

SBIE 2010

ENTRE EM CONTATO...

Apresentação de Augusto Franco no Nodo PB dia 12.09.09 em Campina Grande

CHAT : Educar na Era Digital

TRECHO DE TEXTO DE PAULO FREIRE

"De nada serve, a não ser para irritar o educando e desmoralizar o discurso hipócrita do educador, falar em democracia e liberdade mas impor ao educando a vontade arrogante do mestre" ( FREIRE, Paulo. Professora sim, Tia não, 1995)

Que tal Ler ??? INDICO PARA VOCÊ

Indico este livro que foi traduzido para o Português:

Homo Zappiens: educando na era digital/Wim Veen, Ben Vrakking: tradução Vinicius Figueira. - Porto Alegre: Artmed, 2009. 141 p.

Educar é um compromisso social

Educar é um compromisso social
Simpósio Integrador-Semana CEDUC/UEPB

Filmes Imperdíveis

  • A sociedade dos Poetas Mortos
  • Desafiando Gigantes
  • O Clube do Imperador
  • O ilusionista
  • O mundo dos insetos
  • O sorriso de Monalisa
  • O triunfo
  • Orquestra dos Meninos
  • Ponto de Decisão
  • Prova de Fogo
  • Quase Deuses
Ocorreu um erro neste gadget

Maior Cajueiro do Mundo no Rio Grande do Norte

Maior Cajueiro do Mundo no Rio Grande do Norte
Localiza-se na praia Pirangi com área de 100 por 80 metros, produção de 70.000 cajus por ano, bem doces e já tem 115 anos. Minha foto predileta de setembro

Foto tirada por mim em 19.07.09

Foto tirada por mim em 19.07.09
É mais importante construir o ninho ou ensinar uma andorinha a voar?

Meu Cenário : UEPB Universidade Estadual da Paraíba

Meu Cenário : UEPB Universidade Estadual da Paraíba
Centro onde atuo no curso de Licenciatura em Computação