Neste espaço colaborativo e de distribuição de conhecimento sua presença é fundamental. Aqui compartilho com você estudos, informações, crenças e busco somar esforços com todos e todas que concebem com responsabilidade a desafiante tarefa de educar na sociedade atual

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Licenciatura em Pedagogia - Plataforma Freire

A Plataforma Freire, criada pelo Ministério da Educação, é a porta de entrada dos professores da educação básica pública, no exercício do magistério, nas instituições públicas de ensino superior que desta forma  coloca em prática o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica. É neste cenário que estou ministrando a disciplina Informática e educação para um grupo de alunos e alunas do curso de pedagogia na UEPB.  É um desafio que   cabe ao docente universitário ser mediador deste novo currículo de formação e  isso significa  tratar com alunos futuros professores que passaram muitos anos sem estudar, e também muitos destes não estão ainda  alfabetizados digitalmente. Sabemos que  olhando para esta realidade de modo crítico ( mas não sem esperança) enxerga-se que, por causa de fatores econômicos, políticos, sociais, cognitivos, entre outros, o uso das tecnologias digitais e das redes de comunicação ainda não são usufruto de todos e todas. E no  abismo da exclusão social está a exclusão digital. Diante de um grupo que sente medo com as novas aprendizagens e ao mesmo tempo também se encanta com as TIC vê-se que  com o  desenvolvimento da disciplina que trata do uso do computador e da internet na escola , estes alunos  que no inicio estavam ora assustados, ora encantados vão aos poucos construindo conhecimento e a cada dia quando eu   deixo a sala de aula  para o encontro do dia seguinte, me torno ainda  mais  convicta de que a formação docente  é um caminho  que transita na emergência do aprender a prender.   Diz-se que o analfabetismo digital é o desconhecimento de um vocabulário próprio dos sistemas e/ou da internet  e isto vem  sendo bastante discutido e combatido através de políticas públicas que, entre outras questões, visam reduzir os custos dos equipamentos e facilitar o financiamento da compra de computadores para as populações de baixa renda e podem ter certeza, isso inclui educadores de muitas localidades, inclusive estes de vários municípios da Paraíba ( que são agora meus alunos) e muitos outros  que estão cursando as  licenciaturas pelo nosso país a fora. Hoje,  na sala de aula da UEPB com esta turma vivemos intensas alegrias de aprendizagem significativa, quando junto com  Ana Paula Gomes que está sendo monitora em minha disciplina fomos constatando  o quanto uma medição pedagógica  rica e dialógica faz a diferença, tanto para o aluno que não havia ainda acessado a internet, postado uma mensagem, participado de uma rede social como para aquele que já minimamente está inciado nestes saberes de aprendizagem sobre TIC.   Nesta disciplina  os alunos têm a oportunidade de participar de oficinas com uso de computadores e internet, ciclo de leituras, debates, painel  integrado e  estão construindo um blog, deixando assim suas marcas como autores na rede.  E o que se  considera de extrema importância é que estes alunos estão se inserido em um universo colaborativo e  participativo, numa rede  demonstrativa de que o conhecimento aumenta quando compartilhado. Por tudo isso,  não me canso da luta, mas concretamente sei que, não basta apenas ter um computador ligado à internet para que aconteça inclusão digital, é preciso, também, preparar os indivíduos para que estes sejam sujeitos ativos diante de tais ferramentas e para que as mesmas sejam utilizadas para promover transformações no cotidiano das pessoas, pois  só assim a chamada sociedade da informação  será  uma sociedade de todos, para todos,  onde cidadãos poderão se beneficiar das vantagens do atual estágio de desenvolvimento da nossa sociedade como  parte integrante deste processo e isso inclui estes professores da plataforma Freire.

          Fotos tiradas hoje 25.01.2012 no pátio do CEDUC - UEPB-Turma de Pedagogia/Plataforma Freire

SBIE 2010

ENTRE EM CONTATO...

Apresentação de Augusto Franco no Nodo PB dia 12.09.09 em Campina Grande

CHAT : Educar na Era Digital

TRECHO DE TEXTO DE PAULO FREIRE

"De nada serve, a não ser para irritar o educando e desmoralizar o discurso hipócrita do educador, falar em democracia e liberdade mas impor ao educando a vontade arrogante do mestre" ( FREIRE, Paulo. Professora sim, Tia não, 1995)

Que tal Ler ??? INDICO PARA VOCÊ

Indico este livro que foi traduzido para o Português:

Homo Zappiens: educando na era digital/Wim Veen, Ben Vrakking: tradução Vinicius Figueira. - Porto Alegre: Artmed, 2009. 141 p.

Educar é um compromisso social

Educar é um compromisso social
Simpósio Integrador-Semana CEDUC/UEPB

Filmes Imperdíveis

  • A sociedade dos Poetas Mortos
  • Desafiando Gigantes
  • O Clube do Imperador
  • O ilusionista
  • O mundo dos insetos
  • O sorriso de Monalisa
  • O triunfo
  • Orquestra dos Meninos
  • Ponto de Decisão
  • Prova de Fogo
  • Quase Deuses
Ocorreu um erro neste gadget

Maior Cajueiro do Mundo no Rio Grande do Norte

Maior Cajueiro do Mundo no Rio Grande do Norte
Localiza-se na praia Pirangi com área de 100 por 80 metros, produção de 70.000 cajus por ano, bem doces e já tem 115 anos. Minha foto predileta de setembro

Foto tirada por mim em 19.07.09

Foto tirada por mim em 19.07.09
É mais importante construir o ninho ou ensinar uma andorinha a voar?

Meu Cenário : UEPB Universidade Estadual da Paraíba

Meu Cenário : UEPB Universidade Estadual da Paraíba
Centro onde atuo no curso de Licenciatura em Computação