Neste espaço colaborativo e de distribuição de conhecimento sua presença é fundamental. Aqui compartilho com você estudos, informações, crenças e busco somar esforços com todos e todas que concebem com responsabilidade a desafiante tarefa de educar na sociedade atual

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Celular: “De vilão a aliado”

Projeto MVMob - Minha Vida Mobile promove produção de conteúdos audiovisuais com celulares nas escolas

Promover a sinergia entre cultura, tecnologia e educação é o lema do projeto MVMob - Minha Vida Mobile que incentiva a reflexão sobre o papel do celular na vida cotidiana, na inclusão digital, nos processos de comunicação e o seu impacto na educação. Por meio de ações criativas, o projeto aponta caminhos para que os estudantes exerçam as habilidades de interpretação, síntese, criatividade, pesquisa e construção de linguagens artísticas. O objetivo também é democratizar a produção e o acesso aos conteúdos audiovisuais, através da inovação no aprender.

O MVMob - Minha Vida Mobile foi criado em 2006 para oferecer subsídios teóricos e práticos para que educadores e estudantes incorporassem o uso das linguagens midiáticas no cotidiano da escola, como ferramentas de complementação ao processo de ensino-aprendizagem. Em 2008, passou a ter patrocínio da operadora de celulares VIVO, através das Leis de Incentivo à Cultura. A partir daí o projeto começou a ser ampliado e levado para vários estados. Com a seriedade da proposta de trabalho e ações efetivas, o projeto foi reconhecido em 2011 como “inovação educativa” pela Fundação Telefônica, em parceria com o Instituto para o Desenvolvimento e a Inovação Educativa da OEI (Organização dos Estados IberoAmericanos).

O projeto é composto por quatro atividades principais: oficinas gratuitas em escolas públicas e espaços de educação formal e não-formal; rede de aprendizagem interativa e intercâmbio cultural (portal multiusuário, online – www.mvmob.com.br); mostra itinerante com trabalhos realizados por estudantes e educadores; concurso cultural que premia os trabalhos de destaque.

As oficinas do MVMob são ministradas nas escolas públicas da Rede Estadual de Ensino de cada estado e contam com a participação de estudantes do ensino médio, com idades entre 13 e 17 anos, que juntamente com os educadores, aprendem sobre vídeo, fotografia, áudio e produção de texto, tendo o celular como ferramenta. Sua duração varia de 04 a 08 horas e os trabalhos realizados são postados no portal www.mvmob.com.br.

Segundo Wagner Merije, jornalista, arte-educador e idealizador do projeto “Depois de muita resistência, estamos conseguindo levar nossa proposta para mais e mais escolas. O conteúdo é mais importante que o acabamento do trabalho, pois a intenção é sensibilizar para as possibilidades educativas que o celular pode trazer”. O resultado desse interesse e intercâmbio por parte de educadores e jovens estudantes pode ser visto diariamente através do portal do projeto, que reúne atualmente cerca de 300 escolas e mais de 5.000 participantes.

O projeto já passou pelos Estados de Minas Gerais e Bahia e agora, chega em São Paulo com apoio do Governo de São Paulo e da Secretaria de Estado da Cultura, através do Proac - Programa Ação Cultural.

Versão 2.0 do portal já está no ar - Dinâmica, criativa, arrojada: a versão 2.0 do portal já está no ar, com novo visual, novas funcionalidades, muito mais fácil de navegar, publicar conteúdos e fazer amigos.

Falando em amigos, o MVMob conta com participantes de quase todos os estados do Brasil, que diariamente publicam vídeos, fotos, áudios e textos e trocam experiências sobre diversos assuntos, especialmente sobre as possibilidades de uso do celular na educação. Entre, confira, faça seu perfil, compartilhe as coisas legais do seu celular e concorra a vários prêmios.

O MVMob conta com o patrocínio da Vivo por meio das leis de incentivo à cultura.

Pequeno Raio X do projeto

- 450 escolas cadastradas participantes

- Estados onde as atividades do projeto estão sendo desenvolvidas: Minas Gerais, Bahia, São Paulo, Pernambuco, Goiás, Tocantins, Santa Catarina, Mato Grosso, Ceará, Pará.

- As oficinas e outras atividades do MVMob já foram realizadas em cerca de 50 municípios do país

- Mais de 50 oficinas gratuitas ministradas

- Mais de 1650 pessoas capacitadas (estudantes, educadores, pais de alunos e agente multiplicadores)

- 5000 membros da comunidade virtual que fazem parte do portal www.mvmob.com.br.

- Hoje no Brasil temos cerca de 215 milhões de celulares versus 85 milhões de computadores

- Projeto premiado por como “inovação educativa” pela Fundação Telefônica em parceria com o Instituto para o Desenvolvimento e a Inovação Educativa da OEI (Organização dos Estados IberoAmericanos).


http://www.mvmob.com.br

Twitter: http://twitter.com/mvmob

Facebook: http://www.facebook.com/mvmob

Flickr: http://www.flickr.com/photos/mvmob/

Email: mvmob@mvmob.com.br

domingo, 18 de dezembro de 2011

Jesus alegria dos Homens

Estamos em tempo de renovação maior, tempo em que o Menino Deus busca morada em nossos corações e nos chama a vivermos um tempo novo, como novos homens e mulheres  filhos de UM PAI misericordioso e rico em maravilhas. Façamos novas todas as coisas. Desejo que  sejam pessoas do amor, pois andar em amor transforma, liberta e integra. Que vivam com suas famílias e amigos um santo e feliz natal e que o ano vindouro possa ser um marco de realizações. Que possamos viver uma obra nova. FELIZ 2012.

Meu abraço fraterno

Prof. Maria Lúcia Serafim

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Chamada para publicação - revista Hipertextus

A Hipertextus Revista Digital, editada pelo Núcleo de Hipertexto e Tecnologia Educacional da Universidade Federal de Pernambuco (Nehte/UFPE), recebe até 15 de janeiro de 2012 resenhas e artigos científicos para o seu sétimo volume. A revista está aberta a colaboradores do Brasil e do exterior, cujos trabalhos tratem de questões teóricas e práticas relacionadas às temáticas das novas tecnologias digitais de informação e de comunicação nas relações pessoais, institucionais e no processo pedagógico. Artigos científicos e ensaios acadêmicos que enfoquem a utilização da Internet como ferramenta de comunicação, interação e aprendizagem na modalidade a distância e o emprego do potencial pedagógico das redes sociais como objetos semióticos de aprendizagem e outros temas correlato também são discussões bem-vindas ao periódico.Os autores interessados em submeter seus trabalhos à avaliação do conselho editorial da Hipertextus Revista Digital deverão enviá-los exclusivamente ao e-mail revista@hipertextus.net. Inicialmente os trabalhos serão avaliados pelo editor e posteriormente serão encaminhados a membros do conselho editorial e/ou consultores ad hoc que finalizarão o processo de seleção dos textos.


SBIE 2010

ENTRE EM CONTATO...

Apresentação de Augusto Franco no Nodo PB dia 12.09.09 em Campina Grande

CHAT : Educar na Era Digital

TRECHO DE TEXTO DE PAULO FREIRE

"De nada serve, a não ser para irritar o educando e desmoralizar o discurso hipócrita do educador, falar em democracia e liberdade mas impor ao educando a vontade arrogante do mestre" ( FREIRE, Paulo. Professora sim, Tia não, 1995)

Que tal Ler ??? INDICO PARA VOCÊ

Indico este livro que foi traduzido para o Português:

Homo Zappiens: educando na era digital/Wim Veen, Ben Vrakking: tradução Vinicius Figueira. - Porto Alegre: Artmed, 2009. 141 p.

Educar é um compromisso social

Educar é um compromisso social
Simpósio Integrador-Semana CEDUC/UEPB

Filmes Imperdíveis

  • A sociedade dos Poetas Mortos
  • Desafiando Gigantes
  • O Clube do Imperador
  • O ilusionista
  • O mundo dos insetos
  • O sorriso de Monalisa
  • O triunfo
  • Orquestra dos Meninos
  • Ponto de Decisão
  • Prova de Fogo
  • Quase Deuses
Ocorreu um erro neste gadget

Maior Cajueiro do Mundo no Rio Grande do Norte

Maior Cajueiro do Mundo no Rio Grande do Norte
Localiza-se na praia Pirangi com área de 100 por 80 metros, produção de 70.000 cajus por ano, bem doces e já tem 115 anos. Minha foto predileta de setembro

Foto tirada por mim em 19.07.09

Foto tirada por mim em 19.07.09
É mais importante construir o ninho ou ensinar uma andorinha a voar?

Meu Cenário : UEPB Universidade Estadual da Paraíba

Meu Cenário : UEPB Universidade Estadual da Paraíba
Centro onde atuo no curso de Licenciatura em Computação